Mulher do Ano

Ariana Grande tem o pior e o melhor ano de sua vida

Reprodução / Instagram

A revista musical Billboard elegeu Ariana Grande como a Mulher do Ano no evento “Billboard Women in Music”, que visa reconhecer os trabalhos das mulheres no mundo da música. “Acho que foi um dos melhores anos da minha carreira e o pior da minha vida”, discursou Ariana.

Na fala de agradecimento, a cantora contou que por mais que um artista esteja no auge, isso não significa que está tudo bem: “Só quero dizer que se você não tem ideia de qual vai ser seu próximo capítulo, você não está sozinha, mas estou pronta para abraçar o que quer que venha pela frente”, afirmou.

A cantora conquistou o primeiro lugar na parada Billboard Hot 100 por três semanas com o single “Than u, next”, a música feminina mais ouvida em 24 horas no Spotify e o vídeo que chegou em 100 milhões de visualizações mais rápido no YouTube.

Seu disco mais recente, “Sweetener”, esteve no topo das paradas de álbuns da Billboard. Além disso, ela está na lista dos indicados ao Grammy 2019 pela Melhor Performance Solo Pop com “God Is a Woman”. Por outro lado, Ariana passou pelo término do noivado com Pete Davidson e a morte do ex-namorado Mac Miller, recentemente.

A estrela da série documental “Dangerous Woman Diaries” disse durante o
“Billboard Women in Music” que não tem mais medo e, agora, prioriza outras coisas, afirmando que quer ser feliz, saudável e fazer música: “Eu tenho tudo o que sempre sonhei, mas descobri que são as pessoas que eu sempre tive que me fazem mais feliz”, completou.

Artistas como Lady Gaga, Madonna, Selena Gomez e Taylor Swift já receberam o título de Mulher do Ano.

Ariana Grande fez um ensaio para a edição da Billboard de dezembro,  confira:

Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard
Divulgação / Billboard