Regina King

Regina King recebe prêmio e discursa sobre igualdade no Globo de Ouro 2019

Reprodução /Instagram

A atriz e diretora Regina King começou 2019 sendo premiada.

Na 76ª edição do Globo de Ouro, evento que reconhece o trabalho de profissionais do cinema e da televisão do mundo, a norte-americana venceu na categoria melhor atriz coadjuvante de drama pelo filme “Se a rua Beale falasse”.

Cartaz do filme “Se a Rua Beale Falasse” | Divulgação
Cartaz do filme “Se a Rua Beale Falasse” | Divulgação

“A razão pela qual fazemos isso é porque entendemos que nossos microfones são grandes e estamos falando por todas [as mulheres].”, disse ela durante o discurso de agradecimento.

Regina chamou a atenção para a questão da igualdade de gênero no mundo do audiovisual, diante e atrás das câmeras, lembrando de movimentos que levantam essa bandeira e denunciam o abuso sexual contra as mulheres na indústria do entretenimento: “Eu quero dizer que vou usar a minha plataforma agora mesmo para dizer que nos próximos dois anos, tudo que eu produzir será 50% feito por e com mulheres”, afirmou a atriz, que desafiou a qualquer um em posição de poder a fazer o mesmo não só nas artes, mas em todos os setores do mercado.

“Se a rua Beale falasse”, filme pelo qual Regina King foi premiada, estreia em 24 de janeiro no Brasil. O romance conta a história de Tish (interpretada por Kiki Layne), que luta contra uma acusação criminal feita injustamente contra o seu marido. Tish age para que ele esteja em casa quando o filho do casal nascer.